Se és um nómada digital e nunca foste a Lisboa, estás a cometer um grande erro. E nós, na Hand2Hand, não gostamos que cometas esses erros.
Lisboa é a capital de Portugal, uma país fundado em 1143 e o primeiro país do mundo com as linhas de fronteira definidas. Lisboa é também a segunda capital mais antiga da Europa, logo a seguir a Atenas.
Se és um nómada digital já provavelmente terás ouvido falar nesta cidade algures: estamos a falar de uma cidade que para além da sua magnífica história é também uma das mais inovadoras cidades da europa, um local cheio de talentos de jovens empreendedores e a cidade anfitriã da Web Summit pelo segundo ano consecutivo. Na Web Summit de 2017, vão estar presentes cerca de 60.000 pessoas. Alguns dizem já que Lisboa será a próxima Silicon Valley da Europa.
Por isso, sem mais demoras, iremos listar, caro nómada digital, alguns dos locais mais ‘cool’ para visitar ou revisitar enquanto te encontras nesta cidade solarenga.

Monumentos e locais a ver:
• Castelo de S. Jorge – este castelo data do séc. XIV e foi-lhe atribuído o nome em honra do santo padroeiro dos cavaleiros e das Cruzadas. Como um monumento militar, tem uma vista maravilhosa sobre toda a cidade.
• Mosteiro dos Jerónimos – mandado construir em \1502 por D. Manuel I, é património mundial da UNESCO e relata as aventuras portuguesas na época dos Descobrimentos.
• Elevador de Sta. Justa – também apelidado de Elevador do Carmo, foi erigido em 1900. Se subires até ao topo, para além da fantástica vista que vais encontrar, podes também disfrutar de um momento para ti no café do cimo.
• Miradouro da Graça – Se gostas de paisagem urbana, este é o sítio indicado. Deste local consegues tirar as mais bonitas fotografias da cidade.
• Alfama – é o mais antigo e típico bairro de Lisboa. Construído pelos árabes, antes ainda da conquista cristã, é ainda hoje delineado pela malha urbana original.

Museus e pontos de interesse culturais:
• Museu CCB – localizado na Praça do Império, em Belém, foi construído em 1993. A sua finalidade era albergar a sede da presidência portuguesa da comunidade europeia.
• MAAT – este museu é um dos mais recentes em Lisboa. Este edifício maravilhoso à beira do rio, é a sigla para Museu de Arte, Arquitectura e Tecnologia.
• Museu do Fado – quem poderia pensar visitar Lisboa sem ouvir fado, o estilo de musica típico português? Tem um centro de documentação, uma loja temática, um auditório e um restaurante, para além das exposições permanentes.
• Fundação Calouste Gulbenkian – construída em 1955, o fundador doou toda a sua colecção cultural a esta instituição. Aqui podes visitar uma grande biblioteca, dois museus, e ouvir a sua soberba orquestra e coro ou assistir a alguns espectáculos.
• Jardim Zoológico de Lisboa – fundado pelo Dr. Duarte d’Abranches Bizarro em 1984, representa um dos zoos mais importantes da Europa, com mais de 332 espécies. Localizado em Sete Rios não há desculpa para não o visitar, ainda para mais com toda a rede de transportes públicos.

Mercados locais:
• Mercado étnico do Martim Moniz – nas estreitas ruas junto à baixa, podemos encontrar aqui todos os sabores do mundo.
• Feira da Ladra – começou no séc. XIII. Está localizada no Campo de Sta. Clara e podes encontrar todo o tipo de objectos antigos, em segunda mão ou intrigantes.
• Mercado do Jardim – é um mercado de design e artesanato num dos mais bonitos jardins de Lisboa, o Jardim da Estrela. Árvores centenárias e peixes a nadar nos lagos, criam o cenário para esta feira idílica.
• Mercado de Alvalade – se te apetece ficar em casa e cozinhar a tua própria refeição para hoje, não existe melhor sitio para comprar peixe e legumes frescos.
• Mercado Biológico de Lisboa – produtos hortícolas, ervas, cereais, vinho e sopa. Estes são alguns dos produtos que podes encontrar neste mercado local do Príncipe Real.

Restaurantes e petiscos:
• Mercado da Ribeira (Time Out Market) – aberto desde 1882 e restaurado em 2001, é agora explorado pela Time Out numa vertente social e cultural. Aqui podes também encontrar restaurantes muito modernos e lojas de artesanato.
• Casa da Mariquinhas – lembras-te de quando falámos de Fado? Bem, este é o sítio para ir se estas com disposição para Saudade e para comer pratos tradicionais como bacalhau no forno ou cozido à portuguesa.
• Chinês Clandestino – não o consegues ver mas está mesmo à tua frente. Na Rua do Benformoso, tens este pequeno espaço secreto com óptima comida chinesa…..onde te podes também sentir um pouco rebelde.
• Burger Factory – em Alcântara podes aqui provar todo o tipo de hambúrgueres. Tem um grande ambiente e podes sempre ir dar uma volta depois do jantar.
• Pharmacia – o nome fala por si. Este restaurante está decorado tal como uma farmácia e tem uma esplanada virada para o Rio Tejo.

Cafés e bolinhos:
• Pastéis de Belém – desde 1837 que esta ´fabrica de pastéis de nata mostra ao mundo como todos gostam de algo doce. Podes provar estes pequenos pedaços de paraíso na mesma luxuriosa fábrica.
• Pois, café – ideal se és vegetariano. É um sitio adorável como uma decoração maravilhosa onde podes tomar uma bebida quente, ao final da tarde, comendo, trabalhando ou lendo.
• A Brasileira – como uma segunda casa para Pessoa, um dos mais brilhantes escritores portugueses, foi fundada em 1905 e é sempre um local emblemático onde podes pedir uma chávena de café e simplesmente ver as pessoas a passar.
• Versailles – sentes-te chique ao pequeno-almoço? Nós percebemos-te. Esta majestosa pastelaria tornam todos os teus sonhos realidade.
• Fábrica Coffee Roasters – é uma loja de café artesanal onde podes degustar todo o tipo de cafés. Se és um viciado em cafeina, este é o sitio para ti.

Bares e saídas à noite:
• Darwin’s Café – este bar lounge/restaurante tem uma decoração que te leva ao universo naturalista deste biólogo britânico. Num local privilegiados de Belém, tens uma vista maravilhosa sobre o rio.
• LX Factory – uma fábrica antiga em Alcântara foi tomada de assalto por artistas e tornada num dos sítios mais ‘hot’ de Lisboa. Para além de ateliers de arquitectura, uma biblioteca e restaurantes étnicos, podes também relaxar enquanto tomas uma bebida num dos seus fantásticos bares.
• Ginjinha – na realidade, este é também o nome da bebida que esta loja vende. Feita do fruto de ginja e submerso em aguardente, esta loja de gosto adocicado começou em 1840.
• Pensão Amor – este bar é para amantes ou para alguém que quer tomar uma bebida com amigos num sítio sexy.
• Barro Alto e Cais do Sodré – estes são os nomes de dois bairros em Lisboa. A razão pela qual os pusemos juntos é porque são tão próximos um do outro, que a diversão se estende entre eles. Dezenas de bares oferecem-te cerveja, bebidas étnicas, cocktails ou whiskey, sempre acompanhados de música.

Esta é a nossa lista sumarizada do que visitar em Lisboa. Se és um nómada digital podes levar o teu computador, câmara fotográfica e o teu trabalho para qualquer um dos sítios que acima falámos porque, sim, quase todos têm Wi-Fi.Para alguém que trabalha além-fronteiras, Lisboa é uma cidade linda, cheia de sol e relaxante – a cidade perfeita para nómadas digitais.
Aproveita e já que levas o teu telemóvel, descarrega a app da Hand2Hand aqui, porque podes levar para o teu próximo destino alguns dos fantásticos produtos portugueses que esta cidade tem para oferecer

Esperamos que tenhas tomado notas, até à próxima,
A Equipa Hand2Hand.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *