Para aqueles que pensavam que falávamos só de viagens e produtos locais, aqui fica mais uma ideia do que pode aproveitar para vender nas suas viagens ou comprar de uma forma rápida, mais barata e segura!

A marca  Channel talvez seja uma das top 5 grandes marcas no mundo que quase todos nós mais admiramos. É um ícone indiscutível da Moda . Intemporal, elegante e confortável, são  alguns dos muitos adjectivos que são utilizados quando o tema é Chanel. Vamos às compras?

Considerada umas das grandes forças do movimento feminista  do início do século XX, Mademoiselle Coco Chanel é responsável por grande parte das mudanças no vestuário no mundo feminino.

 

 

 

Mas quem foi Mademoiselle Coco Chanel ?

Vamos fazer uma pequena viagem …. nasceu no interior da França, na pequena vila de Saumur em 19 de agosto de 1883, Gabrielle Bonheur Chanel ficou órfã de mãe (que era costureira) aos treze anos de idade. O pai, Albert Chanel,  mandou-a para um orfanato da cidade francesa de Auvergne, onde permaneceu até o fim da adolescência. Porém, a vida simples de uma cidade do interior não correspondia com o desejo de Coco Chanel. Trabalhou como balconista  numa loja de tecidos (onde aprendeu a profissão de costureira ) e até num  cabaré chamado Café Beuglant de la Rotonde , onde cantava a música “Qui qu’a vu Coco dans le trocadero?” ( origem de seu apelido Coco).
A estilista francesa, que se tornou símbolo de uma revolução nos costumes e na postura da mulher no cenário social, adquiriu a elegância e simplicidade como formas de sobrevivência. Com uma tendência impulsiva para mentir            ( sofria de Mitomina) nunca admitiu a sua origem pobre.

A sua relação  com o milionário oficial da cavalaria Etienne Balsan levou-a a Paris e colocou-a  na alta sociedade da capital francesa. Com a ajuda do cobiçado  inglês Arthur Capel (que muitos dizem ter sido o grande amor da estilista), abriu a sua primeira loja, a Casa Chanel em 1909, no piso térreo de um edifício em Paris, onde vendia elegantes chapéus para mulheres e acessórios.

 

    

O estilo simples, sem grandes adornos de flores, encantou as mulheres parisienses da alta burguesia.  Quem era aquela mulher que ousava nos trajes simplistas, com misturas entre vestuario feminino e masculino? A partir desse momento, Coco Chanel decidiu dedicar-se à costura. Arthur viu em Coco uma futura mulher de negócios e a ajudou a adquirir um imóvel no prestigioso número 21 da Rue Cambon, no ano de 1910.
Não há mulheres feias, há mulheres mal cuidadas”
Este era o lema de Coco Chanel. Libertou as mulheres das faixas e corpetes apertados em saias cheias de folhos, permitiu que se sentissem livres e poderosas, vestidas de maneira simples e prática. Coco costumava dizer que no mundo da moda havia um excesso de homens que não sabiam como proporcionar o conforto às mulheres.
O vestido preto de crepe com mangas justas e compridas (que ficou conhecido como “Little Black Dress”) seria outra das suas grandes invenções  que a tornou célebre e ousada, afinal era uma cor inédita para a alta-costura normalmente atribuída ao luto. Saiu das festas de gala e dos momentos de luto, marcou o perfil da mulher moderna, preparada para ser uma profissional e parecer feminina e elegante em qualquer situação.
 Neste período, Coco Chanel conheceu muitos artistas importantes, tais como Pablo Picasso, Luchino Visconti e Greta Garbo. Os seus modelos vestiram personalidades como a princesa Grace Kelly, atrizes como Marlene Dietrich, Marilyn Monroe e Ingrid Bergman, a primeira-dama americana Jacqueline Kennedy, entre outros grandes nomes da alta sociedade mundial.
No auge de sua carreira, durante a década de 30, teve 4.000 funcionários e chegou a vender 28.000 peças num único ano. O segredo do sucesso de Chanel era simples: apenas desenhava roupas que gostava de vestir.
As suas criações  eram feitas em cima do tecido, no corpo da modelo. Isto porque era a roupa que deveria  adequar-se ao corpo, e não ao contrário.
O cardigã, o vestido preto e as pérolas tornaram-se as imagens de marca do estilo CHANEL , no mundo da moda.
O novo comprimento das saias que mostrava os tornozelos das mulheres e os  pés passaram a contar com sapatos confortáveis de bicos arredondados. Pérolas em especial, e bijutarias em geral, ganharam lugar de destaque entre os acessórios, cachecóis enrolaram-se com classe nos pescoços e seu corte de cabelo tornou-se simétrico, direito, mostrando a nuca – o eterno corte CHANEL.
          
 O mundo CHANEL  saiu dos vestidos, acessórios e pérolas e passou a ser um dos maiores impérios de moda de sempre. Perfumes, cósmeticos, óculos, relógios, sapatos ….
Produtos acessíveis a todos, sem ter de viajar para o estrangeiro, através do mercado sem fronteiras da Hand2Hand!
O que está esperando? Baixe Hand2Hand aqui e aproveite!

 

 

Se você está em Paris aproveite e rentabilize  sua viagem! No Brasil e um pouco por toda a Europa existem muitas mulheres querendo produtos Chanel… mais baratos! Por que não, o lendário perfume Chanel nº5?

“Vista-se mal e notarão o vestido. Vista-se bem e notarão a mulher” 

Na Semana da Moda em Paris de 2017 já chegaram  as tendências para a Primavera-Verão de 2018. O cenário escolhido da Chanel foi único!  Construíram cascatas artificiais no Grand Palais (e chamaram  de “paisagem efêmera”) com direito a grutas por trás da água a cair, de onde as modelos saíam. Uma viagem fantástica pela Natureza!

 

( credits:lilianpacce)

Deixamos-lhe uma curiosidade:

Sabia que o poder de Coco Chanel de  influenciar a moda era tão grande que a mania pelo bronzeado no verão surgiu quando, após uma viagem ao Mediterrâneo, a estilista voltou com o tom de pele dourado. Todas as mulheres queriam copiá-la.

 

Boas compras e boas vendas!

Até à proxima,

A equipe Hand2Hand

One Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *